• Tatiana Py Dutra

Dicas para congelar alimentos

Conheça algumas orientações básicas para armazenar legumes, verduras e carnes no freezer ou congelador

Por mais que as regras de isolamento social tenham deixado muita gente em casa, o dia a dia segue corrido. Nem sempre há tempo para cozinhar uma refeição completa, ou mesmo para ir ao mercado comprar legumes e verduras frescos.


Por isso, congelar pratos prontos ou mesmo in natura pode quebrar um super galho, além de economizar alimentos que, de outra forma, seriam desperdiçados. Mas você sabe o que pode ir ao freezer e como manter a qualidade dos produtos em temperaturas abaixo de zero?


Não se preocupe. Encontramos dicas para você tentar isso em casa!

Legumes e verduras


Antes de congelar este tipo de alimento, é preciso que ele passe por um choque térmico, o que em gastronomia é chamado de branqueamento:


O primeiro passo é cozinhar os alimentos (de preferência no vapor). O segundo é mergulha-los em água gelada, o que interrompe o cozimento e deixa o produto no ponto certo para o congelamento. Assim, quando você descongelá-los, você não precisará cozinhá-los, apenas aquecer.

Para armazenar, separe-os individualmente em saquinhos plásticos ou filme plástico.

Frutas

As frutas devem ser armazenadas sem casca e sem caroço. O ideal é cortá-las em pedaços pequenos. Neste caso também é ideal guardar em sacos plásticos herméticos.

Arroz e feijão

Para congelar o arroz, você deve cozinhá-lo com menos sal do que o habitual e armazená-lo em potes plásticos com tampas herméticas. Uma dica é colocar um papel alumínio antes de tampar para evitar a pedrinhas de gelo. O feijão é como congelar o arroz, mas o ideal é cozinhá-lo sem nenhum tempero (o sabor fica mais forte após o congelamento e comidas salgadas ou muito temperadas podem ficar intragáveis, acredite)

Carnes

Para uma maior durabilidade, as carnes (brancas ou vermelhas) devem estar frescas e sem nenhum tempero. O ideal é separar cada peça em sacos plásticos individuais, assim fica mais fácil na hora de descongelar as porções


Leia mais

Xô, desperdício: aprenda a fazer conservas

Como descongelar?

Saber congelar é importante, mas saber descongelar, é fundamental. Para descongelar da maneira certa, você só precisa retirar o alimento do freezer e coloque-o na parte de baixo da geladeira com, no mínimo 12 horas de antecedência. Por exemplo, se for preparar uma receita no almoço, comece descongelando na noite anterior. Assim o alimento terá seu sabor preservado e ficará livre de microorganismos

Você também pode usar o micro-ondas, mas neste caso é importante preparar o alimento logo em seguida. Isso porque o aparelho inicia o cozimento do produto

O que não pode congelar?

Alguns alimentos como maionese, verduras cruas, gelatinas, claras em neve, pudins cremosos a base de amido de milho e batata não ficam bons quando congelados

Posso recongelar?

Não. Após descongelado, o alimento pode ser alvo de bactérias que, se congeladas novamente, podem causar intoxicação. Então a regra é simples: descongelou, consuma

Outras dicas para alimentos congelados

Para congelar, prepare pequenas porções, isto possibilitará um congelamento mais rápido e a facilitará o descongelamento da porção.

Antes de congelar, deixe os alimentos esfriarem até atingirem a temperatura ambiente. As altas temperaturas podem prejudicar o funcionamento do freezer


Quanto tempo dura cada comida no congelador?

A validade das proteínas animais depende muito do teor de gordura do produto. Quanto mais gordura, menos tempo. Para vegetais e carnes, o período varia se elas forem congeladas cruas ou cozidas. Confira:

  • Feijão, lentilha, arroz e outros grãos - 3 meses

  • Pão - De 2 a 3 meses (após descongelar, é só colocar no forno para ele ficar com a textura perfeita)

  • Legumes e verduras - 3 meses

  • Carne bovina cozida - De 2 a 3 meses

  • Aves cozidas - 4 meses

  • Carnes e aves cruas - Até 12 meses

  • Carne suína e derivados - 1 a 2 meses

  • Peixes - De 2 a 6 meses

A carne do peixe é um pouco mais delicada de saber quanto tempo deixar no congelador. Isso vai depender do tipo de peixe que você tem em casa. Para peixes com pouca gordura como bacalhau, namorado e tilápia, você pode contar de 4 até 6 meses a partir do dia do congelamento. Já para os peixes mais gordurosos, como atum e cavala, esse período é reduzido para 2 meses no congelador



Fonte: Consul, Tudo Gostoso

© 2020 por BOA DE GARFO. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Ícone preto do Facebook
  • Ícone preto do Twitter
  • Ícone preto do Pinterest
  • Ícone preto do Instagram